Tag: 3%

“Da América Latina para o Mundo”, esse foi o tema do painel da Netflix realizado nesta sexta-feira (06/04), na Rio2C®. O painel contou com a participação de Natasha Ybarra-Klor, co-criadora e roteirista de Ingobernable, Pedro Aguilera, criador e roteirista de 3%, primeira série brasileira distribuída pelo serviço de streaming, Rita Moraes e Felipe Braga produtora e showrunner, da vindoura série Samantha! para falar sobre os produtos latino-americanos da empresa e sua distribuição ao redor do mundo.

A Netflix tem investido muito em produções originais de diversos países, e sua expansão na América Latina é notável e, de acordo com Moraes, mediadora do bate-papo, o foco da empresa são ”produções locais com audiência global”, dando total autonomia de produção aos criadores.

Para Natasha Ybarra-Klor a parceria com o serviço de streaming foi a melhor possível, vindo do ramo das telenovelas mexicanas onde ela, por ser mulher, só poderia ser roteirista, muitas vezes nem podia conversar com produtores e diretores. Criar Ingobernable foi uma quebra de paradigmas pra ela, onde aprendeu, ensinou e colheu frutos mais do que satisfatórios nessa parceria entre México/EUA, podendo trabalhar num produto que é a cara do México de forma internacional.

Escrever Ingobernable foi um processo de desconstrução como mulher e roteirista. O incrível da Netflix é que todas as pessoas do mundo assistem ao mesmo tempo, e a resposta disso é surpreendente! Essa é a Experiência Netflix“. Pontou Ybarra-Klor.

A produtora também falou um pouco sobre a diferença de escrever uma telenovela e uma série para streaming, ressaltando que neste último, a repetição deve ser a mínima possível, diferente das novelas, para que o espectador não tenha vontade de parar de assistir.

Em Ingobernable conta a história de Emilia Urquiza (Kate Del Castillo), a primeira-dama do México, uma mulher forte e capaz de fazer tudo para chegar onde quer, tendo como objetivo ter a paz em seu país mas as coisas começam a se complicar quando Emilia perde a fé em seu marido, o Presidente Diego Nava (Erik Hayser).

Pedro Aguilera compartilhou algumas novidades sobre a segunda temporada de 3%, falou sobre como para ele, criador da série, é importante “não ter uma série morna, sim ir até o fundo das emoções“, e pensando nisso eles investiram para expandir a mitologia da série, e prometeu que o que se assistirá, será bastante do ‘Maralto’ na segunda temporada. Aguilera apontou ainda para a importância de se ter um produto de conteúdo totalmente brasileiro, porém que lida com essas questões globais, e todos os públicos podem se identificar.

Em 3%, em um futuro pós-apocalíptico com um planeta devastado, o Continente é um lugar de pobreza, miséria e morte, mas todo cidadão ao completar 20 anos tem a oportunidade de passar pelo Processo, uma prova física, mental e psicológica que dá ao candidato a oportunidade de ir para o Maralto, um lugar com amplos recursos e uma vida melhor. Só que apenas 3% dos candidatos consegue passar no Processo.

Já Rita Moraes e Felipe Braga trouxeram novidades sobre a mais nova série brasileira da Netflix: Samantha! A série será uma comédia de humor negro, centrada em Samantha, uma jovem que foi uma estrela nos anos 80, e que agora, esquecida tenta fazer tudo para voltar aos holofotes. Com uma protagonista tipicamente brasileira, Felipe Braga falou que a série veio como um ótimo desafio, tendo em vista que os ”serviços de streaming representam um novo comportamento de audiência, criando uma pressão narrativa” fazendo com que os produtos se empenhem a capturar o expectador.

Foi mostrado um trecho exclusivo (e muito divertido) de Samantha! , e um vídeo das produções latino-americanas do Netflix.

A empresa tem se destacado como líder do segmento de streaming, e pelo material apresentado vemos que não é em vão. A preocupação deles com entregar conteúdo de qualidade de todas as partes mundo mostra uma troca de experiências globais, além de ressaltar uma das características mais importantes da Netflix: inclusão.

Confira abaixo os trailers de Ingobernable e da segunda temporada de 3% :

A Netflix anunciou que 3%, sua primeira série brasileira, é a série original de língua não-inglesa produzida pelo serviço de streaming que foi mais assistida nos EUA desde o seu lançamento em 25 de novembro. Além disso, o comunicado oficial da empresa afirmou que mais da metade do total de horas vistas da série vieram de mercados internacionais.

Erik Barmack, vice-presidente de Originais Internacionais da Netflix, disse em entrevista ao Estado de São Paulo que a série possui uma trama capaz de gerar empatia de diferentes públicos ao redor do mundo.

A série foi amplamente vista fora do Brasil em diversos países, o que nos mostra que há sempre um público para uma grande narrativa, seja com conteúdo produzido nos Estados Unidos, Brasil, Singapura, Austrália, Índia ou no Oriente Médio. O sucesso da série em todo o mundo nos levou a confirmar a segunda temporada assim que a série foi lançada. Os produtores, diretores e elenco brasileiros de 3% construíram uma série atraente que questiona a dinâmica da sociedade ao colocar os personagens em um processo de sobrevivência cruel para chegar ao ‘outro lado’.

O resultado foi fruto de um levantamento que considerou todas as séries faladas em outro idioma que não o inglês exibidas pelo serviço de streaming, não levando em conta apenas as produções originais. Apesar de não liberar números de audiência, a Netflix declarou que, além dos EUA, 3% possui muitos espectadores em países como Austrália, Canadá, França, Itália, Coréia do Sul e Turquia. 3% está disponível pela Netlix em mais de 190 países e, apesar da crítica não tão favorável no cenário nacional, veículos internacionais como o Hollywood Reporter e o IndieWire elogiaram a série.

A segunda temporada da série dirigida por Cesar Charlone e escrita por Pedro Aguilera já está garantida e foi anunciada de surpresa durante a CCXP – Comic Con Experience – saiba mais. A trama, que se passa em um futuro distópico onde somente 3% da população tem acesso à recursos e serviços de qualidade, é protagonizada por Bianca Comparato, João Miguel, Michel Gomes, Vaneza Oliveira e Rodolfo Valente.

Ainda não há previsão de estreia da segunda temporada de 3%.