O ator Arnold Schwarzenegger chegou em São Paulo e já se encontrou com o governador João Doria,  ambos se reuniram neste domingo (14), no Palácio dos Bandeirantes. O encontro teve como objetivo criar parcerias para ações de economia e sustentabilidade para o Estado de São Paulo.

O objetivo da visita foi reforçar o apoio da fundação R20, fundada pelo ator em 2010. De acordo com assessoria do governo de São Paulo,  a intenção é dobrar o número de 5 mil ações que foram feitas com a parceria da fundação de Schwarzenegger, além disso busca também equilibrar para o desenvolvimento ambiental através do programa Município Verde e Azul. As informações foram divulgadas através das redes sociais do governador.

Essa não é a primeira vez que o ator vem ao Brasil, no ano de 2017, Arnold conheceu expositores de uma feira, onde também encontrou o governador João Dória que naquela época era prefeito de São Paulo.

Pelo visto, podemos dizer que Schwarzenegger e o governador da cidade de SP, são amigos de longa data. Além dele, o governador de São Paulo também se encontrou com outro ator de Hollywood, no início do deste mês. O astro Keanu Reeves esteve na cidade para conversar em relação a produção de uma série que pretende gravar na cidade.

Chegada de Schwarzenegger

Arnold chegou no Brasil nesta sexta (12), no Aeroporto Internacional de Guarulhos, porém acabou sendo barrado por não ter visto para entregar no país. O ator veio ao país para participar do evento “Arnold Sports Festival South America”, porém possuía um passaporte novo sem qualquer visto do país, por isso foi impedido pela Polícia Federal, no primeiro momento.

Durante o ocorrido, ele conseguiu liberação após a embaixada norte-americana enviar para Polícia Federal um documento do ator digitalizado.

Vale ressaltar que no último dia 18 de março deste ano, o governo publicou um decreto que permite a emissão de visto para entrar no país. Os cidadãos dos Estados Unidos, Japão, Canadá e Austrália poderão vir  ao Brasil sem a necessidade de comprovantes. A lei só é válida para atividades turísticas, práticas desportivas, realização de negócios, entre outras. Porém a medida só é entra em vigor no dia 17 de junho.

Veja também: O Brasil precisa investir mais em filmes que não sejam comédias