Dumbo teve suas primeiras reações divulgadas na internet faltando pouco mais de duas semanas para sua estreia. As reações destacam de forma positiva os efeitos visuais do longa e o trabalho realizado por Tim Burton, mas há algumas reações que destacam a falta de desenvolvimento dos personagens. Confira:

“Realmente gostei de Dumbo. É um filme bonito e caprichado, protagonizado por um elefante feito de computação gráfica com muito coração. Também é um conto simples, então não espere profundidade dos personagens. Ainda assim, me diverti e é o melhor do Burton em anos”.

https://platform.twitter.com/widgets.js

“Acredito que ele queria não era simplesmente fazer um remake em live-action. O longa original tem uma hora e foca nos humanos. Esse tem performances exageradas de Danny DeVito e Michael Keaton e muitos outros personagens”.

https://platform.twitter.com/widgets.js


“Não se engane. Ainda é a história de um elefante com orelhas gigantes que quer ver sua mãe de novo. Só que tem um monte de coisas adoráveis misturadas e algumas referências musicais ao original. Casey Jr. foi particularmente um encanto para mim”.

https://platform.twitter.com/widgets.js

“O design de produção é incrível. Quero visitar esse mundo. Todo ele”.

“Gostei de Dumbo. Design de produção e arte fantásticos, uma mensagem surpreendente e necessária a favor dos direitos dos animais. Um dos melhores live-actions que Burton dirigiu em anos. Diferente da maioria das adaptações da Disney, o filme está na posição única de ser 35% da adaptação e 65% sequência, o que é legal”.

https://platform.twitter.com/widgets.js

“Sei que não pareço muito entusiasmado com o filme, mas é divertido e certamente é bem melhor que A Bela e a Fera e O Retorno de Mary Poppins. Para referência, os únicos remakes em live-action que gostei foram Mogli e Cinderella”.

“Dumbo é um personagem bem fofo. Mas, infelizmente, apesar de ter um visual ótimo, falta ao filme sinceridade e o coração que fez o original uma animação clássica. Muito manufaturado, e seu elenco super talentoso é desperdiçado em personagens e relacionamentos rasos”.

“Assisti a Dumbo na semana passada. Apesar do ótimo visual, uma performance muito divertida do Michael Keaton e um adorável bebê paquiderme, o filme nunca te faz se importar com o que está acontecendo como o original. As histórias humanas parecem mal exploradas e isso realmente desaponta”.

“Dumbo tem uma agenda pró-direito dos animais surpreendente em um meta-comentário sutil e rebelde sobre um grupo de desajustados abalando o estabelecimento corporativo. A estética do design é deslumbrante, maravilhoso e meticuloso. O elefante em computação gráfica é absolutamente adorável”.

Holt Farrier é uma ex-estrela de circo que retorna da guerra e encontra seu mundo virado de cabeça para baixo. O circo em que trabalhava está passando por grandes dificuldades, e ele fica encarregado de cuidar de um elefante recém-nascido, cujas orelhas gigantes fazem dele motivo de piada. No entanto, os filhos de Holt descobrem que o pequeno elefante é capaz de uma façanha enorme: voar.

Dumbo tem estreia agendada para 28 de março nos cinemas nacionais.