Em momentos de histeria política entre direita e esquerda, é comum surgirem alguns ícones para representar sua respectiva ideologia. Ultraje a Rigor, ou mais especificamente, Roger (vocalista e fundador da banda) é um dos representantes da atual direita conservadora, como ele mesmo prova em seus tweets ou declarações no programa The Noite.

E isso não é problema algum! Aliás, todos nós temos o direito de nos expressarmos, contanto que não agrida outrem, correto? Mas parece que por esse motivo, ou simplesmente falta de marketing, o documentário que conta a trajetória da banda FLOPOU em sua estréia (fracassou). O filme contou com apenas 101 espectadores no seu fim de semana de estréia.

A informação veio de um jornalista d’ O Globo, em seu twitter. O mesmo número tem sido divulgados por outros sites reconhecidos do mundo do cinema como nosso colega AdoroCinema.

ultraje
Foto: Distribuição

Em matéria publicada no UOL no dia estréia do filme, Roger chegou a dizer que acreditava que o diretor Marc Dourdin não teria utilizado a famigerada Lei Rouanet. E de fato não foi usada, mas o documentário foi bancado por recursos de um edital de 2016 do ProacSP, um programa público de incentivo, feito pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

[su_divider top=”no” divider_color=”#00ade5″]
Leia também: Filme que se propõe como “luta” contra o Estado, utilizou de fundo estatal

[su_divider top=”no” divider_color=”#00ade5″]

O documentário ainda está em cartaz.