Em menos de uma semana do caso envolvendo o cantor Michael Jackson, já começaram à surgir mais polêmicas.  

De acordo com o site de notícias, Caras, o corpo do astro pode ser exumado a fim de colher amostras de DNA, a solicitação pode se concretizar com a finalidade de esclarecer cerca de pelo menos 11 denúncias de abusos sexuais, envolvendo o Rei do Pop, que surgiram após a exibição do documentário da HBO, Leaving Neverland.

Foto/Reprodução.

Segundo o site, as vítimas envolvidas no caso pretendem organizar uma solicitação de exumação do corpo para que sejam colhidos provas, as análises poderão ser feitas através do DNA do cantor, onde serão também usadas os sinais deixadas nos corpos das pessoas que foram vítimas.

A iniciativa tem sido conduzida por James Safechuck e Wade Robson, ambos fazem parte do documentário e relatam o drama vivido durante os anos de convivência com o astro. O documentário de Dan Reed, responsável pela produção, tem trago muita polêmica ao redor do caso, musicas de Michael deixaram de ser tocadas nas rádios do leste do Canadá, a pedido dos ouvintes da emissora, também uma estátua do cantor foi removida nesta semana do Museu Nacional de Futebol, na localidade de Manchester, na Inglaterra.

O filme que contém fotografias, áudios de telefonemas que descrevem a ação de Michael, no período informado pelas vítimas, já foram exibidas pelos canais de TV norte-americana HBO e no britânico Channel. O documentário possui  data prevista para ser exibida no Brasil, no final de março. A produção também será disponibilizada pelo canal a cabo HBO.

Veja também: Músicas de Michael Jackson são censuradas em rádios