Durante o Berlinale , Festival de Cinema de Berlim, 11 filmes brasileiros foram exibidos, e deixaram uma ótima impressão. Os filmes estão em várias seções mas completam um único tema: a violência do Estado sobre a minoria. Os filmes chegam com o propósito bater de frente com a realidade social do Brasil.

brasileiros-no-berlinale

Marco Nanini em cena de “Greta”, exibido no Festival de Berlim Foto: Aline Belfort / Divulgação

Além de Mariguella, de Wagner Moura, outros filmes foram ovacionados, como Greta, que foi inspirado pela peça Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá, que teve partes censuradas na época da Ditadura Militar. O filme é um drama sobre a solidão urbana, Marco Nanini ganhou todos os prêmios de interpretação do ano pelo seu papel no gay desesperadamente carente que se envolve com um rapaz jovem e isso pode acabar com a sua vida tão sonhada.

O futuro também está presente nas tramas, com Divino Amor de Gabriel Mascaro, a filme distópico mostra a ameaça da religião tentando se apropriar do Estado. Filmes mais pesados como A Rosa Azul de Novalis de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro também brilharam no festival, a trama conta a história do poeta alemão Novalis, um homem soropositivo que quer encontrar um sentido pra sua vida.

Veja também: BOICOTE | Brasileiros promovem boicote ao filme “Marighella” no IMDb