Wayward Pines | O potencial Desperdiçado

0
114
Anúncio Publicitário

Imagine como seria acordar num lugar onde tudo parecesse ser “perfeito”, no primeiro olhar. Mas também que você não conseguisse sair, e que tivesse inúmeros mistérios por trás de tudo. Um lugar que nada fizesse sentido, e que escondesse segredos terríveis. Esse é basicamente o conceito de Warward Pines, série do famoso diretor de Sexto Sentido, M. Night Shyamalan. Que já fez inúmeros bons filmes além desse, com sempre um toque único de suspense.

Resultado de imagem para wayward pines wallpaper

São 10 ótimos episódios muito bem produzidos, de prender qualquer um em frente à televisão por horas. A minissérie do canal Fox tem início, meio e fim baseados na obra de Blake Crouch “Pines”. Conta a história de Ethan Burke (Matt Dillon), um agente do serviço secreto que parte numa viagem para tentar descobrir o paradeiro de dois colegas e acaba sofrendo um “acidente” de carro. Ao acordar, Ethan está num hospital  na cidade que dá o nome a série, localizada aparentemente no Idaho e nos dias atuais. Ele é abordado pela enfermeira Pam (Melissa Leo), que explica supostas coisas que aconteceram e o informa sobre a morte do parceiro que vinha no carro com ele.

Resultado de imagem para wayward pines pam

Ethan, imediatamente após a saída da enfermeira, veste suas roupas e tenta sair dali. E aí já começamos a notar coisas estranhas vindas por parte de Pam, e por parte do local. Ao buscar uma maneira de deixar a cidade, descobre que as estradas não levam a lugar algum e que o fazem sempre andar em círculos. Sem seus documentos ou meios necessários para se comunicar com o exterior, ele se vê encurralado. Embora bem tratado, desconfia que algo estranho está acontecendo naquele lugar. Nenhum morador parece ligar ou acreditar que ele seja quem diz ser.

Mistérios são bons, mas quando bem bolados se tornam ainda melhores. Não posso me aprofundar muito, pois qualquer coisa que fale a mais poderia ser considerado spoiler. Antes da metade da série já começamos a conhecer os segredos por trás da cidade, e o universo de Wayward Pines. O segundo episódio vem ainda mais recheado de conspirações e mistérios, deixando quem está assistindo sem ar.

Somos constantemente surpreendidos pelas reviravoltas e dinamismo dos episódios, além da bela atuação de Matt Dillon. Ele interpreta o típico herói que quer salvar todo mundo e, com uma atuação muito convincente, acaba nos induzindo a estar na torcida por ele. Porém, outros personagens deixam um pouco a desejar. Com excepções, alguns foram desenvolvidos de maneira muito cliché, mandados goela abaixo do espectador. Mas apesar disso a série apresenta um elenco de peso, a exemplo de Terrence Howard, Toby Jones, Carla Gugino, Charlie Tahan.

Cheia de filosofias e psicologias, e com direito a homenagens a Twin Peaks e Stephen King, ela tem uma ótima premissa inicial e um bom suspense. Mas isso antes de sabermos de tudo. Os primeiros episódios são muito bons, se sustentando com suspenses e teorias que nós mesmos vamos criando em cima de tudo que está acontecendo. Porém, a partir do quinto episódio temos a tão esperada revelação do mistério, que deixa um pouco a desejar. Apesar disso, a série consegue manter um bom ritmo e trabalha para deixar tudo nos seus eixos, acontecendo coisas que ninguém poderia esperar. Mesmo sendo até uma boa ideia por parte do autor, a coisa genial que nos é jogada nos primeiros episódios acaba sendo descartada para dar espaço a tal revelação que, na verdade, não chega a ser tão surpreendente assim.
Resultado de imagem para wayward pines

Com um desfecho dramático e frenético, mas com total falta de senso, a série nos passa uma proposta fraca minutos antes do ocorrido final. Ainda assim ela não chega a ser ruim. Eu diría que é boa, mas poderia ser muito melhor. Apesar disso, temos uma história instigante que nos prende, sim, até o final.

Warward Pines fez um certo sucesso, e na verdade vale sua atenção. Com partes bem emocionantes, e as vezes com um pouco de enrolação, ela chegou a bater altos picos de audiência na Fox. E a forma como a mesma foi distribuída foi sensacional, tendo todos os episódios lançados mundialmente ao mesmo tempo, garantindo assim que nenhum spoiler fosse revelado aos fãs. Teve uma “continuação”, uma segunda temporada. Mas praticamente a maioria dos atores originais não estão presentes, e ela acabou sendo cancelada.