Nasce uma Academia

Em 1927, a Academia (formalmente Academy of Motion Picture Arts and Sciences) é formada com cerca de 36 profissionais da área, com o propósito de alavancar a indústria de filmes. No começo, a organização não premiava, mas focava  em solucionar e aprimorar o setor.  A partir de 1928 a Academia passa a reconhecer e incentivar “a excelência em todas as facetas” na produção de filmes, entregando o “prêmio pelo mérito”  (Academy Awards of  Merit).

Oscars.org

Este nome oficial do troféu perdurou até meados da década de 30. O “apelido” talvez surgiu porque um membro da academia comentou a semelhança do pequeno Oscar com seu tio, que assim se chamava.

Desde aquele 16 de Maio de 1929, já foram 91 cerimônias e mais de 3.000 estatuetas apresentadas. Além de momentos importantes e memoráveis.

Acompanhe a linha do tempo com alguns highlights

Oscars.org
  • 16 de Maio de 1929.

Primeira cerimônia (apresentação e jantar privado). Realizada no Roosevelt Hotel (Hollywood, LA). Foram prestigiados os primeiros 12 vencedores. À época, os nomes eram anunciados 3 meses antes,e no jornal impresso! Estavam presentes apenas 270 convidados e durou 15 minutos.

1937. Na 11° cerimônia as categorias de ator e atriz coadjuvantes são, pela primeira vez, reconhecidas. Walter Brennan e Gale Sondergaard, respectivamente, ao lado.

  • 1940

Hattie McDaniel, primeira atriz negra premiada pelo seu papel (coadjuvante) em E o Vento Levou.

  • Em 1953 a cerimônia vai ao ar (televisão) pela primeira vez em preto e branco, e logo mais em 1966 em cores.

  • 1960. Ben-Hur é o primeiro filme a vencer em 11 categorias.
  • O design original do cavaleiro sob o rolo de filme agarrando uma espada, foi criação de Cedric Gibbons (da lendária MGM). As estatuetas são feitas de bronze e banhadas a ouro, mas durante a 2ª Guerra Mundial eram de gesso pintado devido à escassez da matéria prima na época. Em 1945 são refeitas.
  • 1972

Charlie Chaplin foi o primeiro a receber o Oscar Honorário, em 1929. 43 anos depois, ele é honrado mais uma vez pelo conjunto de sua obra. A cerimônia (1972) marcou o fim de seu exílio, ocorrido por ter estado na Lista Negra do serviço de investigação dos EUA, que o acusou de ser comunista. Chaplin proferiu naquela noite um dos mais memoráveis discursos

  • 1974

Esta é Tatum O’Neal, a mais jovem vencedora de um Oscar, em categoria competitiva*. Com apenas 10 anos** foi reconhecida por seu primeiro papel (coadjuvante), Addie em Lua de Papel.

*Shirley Temple ganhou Oscar Honorário em 1935 com 6 anos.

**A atriz Anna Paquin também tinha essa idade ao vencer na mesma categoria, porém foi em 1994.

  • Francis Ford Coppola, certamente, é um dos mais clássicos diretores. Em 1975 teve a proeza de competir consigo mesmo, pelos filmes O Poderoso Chefão 2 e A Conversação. Ganhou pelo primeiro.
  • 1982. Katharine Hepburn, a atriz mais premiada com 4 vitórias e 12 indicações.
  • 1997

O ator Cuba Gooding Jr. reagiu à sua vitória com o discurso mais empolgado do Oscar.

  • 1998. A maior produção de James Cameron – Titanic – obteve toda atenção merecida naquele ano de 1998, empatando Ben-Hur*. Levou 11 Oscars!! *O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei foi o 3° a levar as 11 categorias, mais tarde em 2004.
  • 2003. Adrien Brody vence como melhor ator por O Pianista. Ele sobe ao palco, e de tamanha empolgação beija Halle Berry que o introduziu.

  • 2007. Martin Scorsese – cineasta classudo – passou por 5 indicações de peso e somente em 2007 foi honrado pela Academia, introduzido por Coppola, George Lucas e James Cameron.
  • 2012. Christopher Plummer é o ator mais velho a receber o prêmio, dizendo: “você é apenas 2 anos mais velha que eu, querida, onde estava você toda a minha vida?”
  • 2013

Daniel Day-Lewis vence seu 3° Oscar em Lincoln. Além dele os atores Walter Brennam e Jack Nicholson venceram 3 vezes.

  • 2016

Na cerimônia de 2016 Leonardo di Caprio eternizou sua carreira e “quebrou” a internet. Ele não é o mais indicado na história do Oscar, mas sua popularidade e o nível hard de seus papéis fizeram muitos apostarem. Depois de 6 indicações, finalmente venceu pela atuação em O Regresso. E a internet, claro, comemorou e se jogou nos memes hilários.

  • 2019

Para uma categoria pouca observada, a de melhor documentário em curta metragem será bem lembrada nesse ano. A diretora Rayka Zehtabchi e sua equipe subiram ao palco e em choro ela disse em seu discurso: “eu não estou chorando por estar menstruada ou algo assim, eu não acredito que um filme sobre menstruação ganhou um Oscar!” O curta Absorvendo o Tabu retrata o estigma da menstruação na Índia e o que as mulheres indianas fazem diante isto.

Veja também: Oscar 2019 | Conheça todos os vencedores da premiação