Volte aos anos 80 com “Stranger Things”

0
689
Anúncio Publicitário

Pegue o estilo cinematográfico dos anos 80 – principalmente Spielberg. Misture com o horror psicológico da literatura de Stephen King. Agora adicione uma trilha sonora dos sintetizadores oitentistas dos filmes de John Carpenter. Consegue imaginar tudo isso junto? Se sim, você tem noção do que é Stranger Things.

stranger-things (1)

A menos que você esteja sem internet ou alheio às redes sociais, muito provavelmente ouviu falar da nova série da Netflix em notícias ou através de posts de seus amigos no Facebook. Muito se falou e a enorme quantidade de críticas positivas atiçou a curiosidade de muitos. Muitos correram para suas contas Netflix com intuito de matar essa curiosidade.

A história da série gira em torno de uma pacata cidade dos Estados Unidos no ano de 1983. Após uma longa partida de RPG na casa de Mike (Finn Wolfhard), os amigos Lucas (Caleb McLaughlin), Dustin (Gaten Matarazzo) e Will (Noah Schnapp) se despedem e voltam para suas respectivas casas. Durante o seu trajeto, Will misteriosamente desaparece. Após a notícia de seu desaparecimento, seus amigos decidem procurá-lo e acabam encontrando uma garota com habilidades excepcionais chamada de Eleven (Millie Brown). Uma instalação militar de pesquisas ultrassecretas localizada na cidade possivelmente está ligada ao fato. Esses três elementos (desaparecimento, garota com dom especial e sede governamental secreta) norteiam o expectador.

9-things-you-need-to-know-about-netflix-hit-stranger-things-d-d-campaign-success-for-th-1065729

O elenco infantil é o mais importante e notável. Os laços de amizades são fortes, nada caricaturado ou forçado demais. Enquanto que Lucas faz o papel de amigo emburrado que tenta ser o sensato do grupo, Dustin faz o alívio cômico. Mike é o elo que faz a ligação de Eleven com os demais garotos e sua proximidade com a garota é forte. El, apelido que ela ganhou de Mike, é pedra fundamental de tudo. A atriz transmite sentimentos com olhares bastante expressivos e poucas palavras.

Inicialmente, o elenco adolescente parece estar deslocado de toda essa situação. A irmã de Mike, Nancy (Natalia Dyer) vive uma vida típica de adolescente: dividida entre uma paixão e seu dever para com a família e a amiga. Sua relação com Jhonatan (Charlie Heaton), irmão de Will, se desenvolve aos poucos e só tem relevância nos capítulos finais. Isso dá ao expectador uma ideia de que esse núcleo distrai e pouco contribui para o desenvolvimento da história.

strangerthings_promotionalstill.0.0

No núcleo adulto, o destaque vai para Winona Ryder. O compromisso e empenho no papel de Joyce, mãe de Will. O amor materno está bastante evidente no desespero de uma mãe disposta a tudo para ter seu filho de volta. O xerife Hopper (David Harbour) faz o papel de homem atormentado por uma dor do passado e autoridade que quebra regras na busca da verdade. O vilão Dr. Martin Brenner (Matthew Modine) é superficial, limitando-se a um agente governamental que esconde os rastros das experiências de sua agencia.

header2-stranger-things-80s-movies

A série é uma homenagem aos anos 80, não apenas na cinematografia, mas no estilo de vida. A produção da série mergulha o expectador nesse mundo. O figurino, as músicas, os costumes (jogos de RPG, pôsteres de filmes famosos na parede, comerciais antigos na tv analógica, uso da fita tape).

O expectador que teve infância nos anos 80 ou 90 não vai ver originalidade em Stranger Things. Tudo ali lembra enredos de filmes da época citada, situações vão ser previsíveis. Contudo, a geração mais atual pode ser instigada a assistir clássicos como Conta comigo, E.T, It: a coisa, Goonies etc.

stranger-things-netflix

Além de uma homenagem, a série resgata o encanto que se perdeu no entretenimento das mídias. No que falta em originalidade e inovação é compensado em divertimento que atinge todas as faixas etárias. Existe satisfação ao terminar de assistir aos oito episódios e ansiedade para nova temporada. Óbvio que existem os defeitos e furos no roteiro, mas é possível relevar. Stranger Things vale a pena ser assistido e merece o reconhecimento que vem levando.