“Haja pipoca”: filmes que levaram anos para ficarem prontos

0
171
Anúncio Publicitário

E aí, galera!

O cinema tem seus encantos, não é mesmo? Mas os prazos estão aí para tirar a tranquilidade de toda uma equipe que trabalha para o sucesso de uma superprodução. E o tempo? Esse sim é bem curto.

Atores trabalham anos em um único filme, e na maioria das vezes, é o “trabalho de uma vida” que os consagra.

Pensando nisso, separei três grandes obras que chamaram a atenção de críticos do cinema para dar uma base teórica ao assunto.

 

A trilogia de Richard Linklater

Começo falando do longa metragem Antes do Amanhecer (1995) dirigido por Richard Linklater. Uma trilogia que durou dezoito anos, e que conta a história de dois jovens estranhos, Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy), que se conhecem durante uma viagem de trem e acabam passando uma única noite juntos em Viena. No dia seguinte, ambos precisam seguir destinos diferentes. Ela irá até Paris e ele voltará aos Estados Unidos. Assim, Celine e Jesse precisam aproveitar o pouco tempo que têm juntos.

antes-do-amanhecer
Antes do Amanhecer – 1995

Passado o primeiro filme, nove anos depois, os amantes do cinema foram premiados com a sua continuação.

Em 2004, Antes do Pôr-do-Sol mostra o encontro dos personagens em Paris. Jesse agora é um escritor muito conhecido e Celine trabalha para uma organização de proteção ao meio ambiente.

Nesta segunda parte da trilogia, os dois passam um bom tempo conversando sobre o passado e tudo o que viveram depois que se conheceram.

antes-por-do-sol
Antes do Pôr-do-Sol (2004)

E a história não para por aí. Mais nove anos se passaram, e Antes da Meia Noite (2013) finalmente veio para fechar o longa que durou dezoito anos. A essa altura do campeonato, Jesse e Celine vivem juntos em Paris com duas filhas gêmeas que tiveram.

 

A trilogia de Cédric Klapisch

Com esse padrão de utilizar os mesmos personagens em grandes intervalos de tempo, o diretor Cédric Klapisch abrilhantou as telas do cinema com sua trilogia composta por Albergue Espanhol (2002), Bonecas Russas (2005) e Enigma Chinês (2014), que conta a história do personagem Xavier (Romain Duris) em diferentes fases da sua vida.

No primeiro filme, Xavier está prestes a terminar o curso de Economia e precisa se aperfeiçoar na língua espanhola.

albergue-espanhol_2002_01
Albergue Espanhol – 2002

Já em Bonecas Russas, o personagem aparece trabalhando como escritor de telenovelas e jornalista freelancer. Xavier é muito sonhador e não quer deixar de lado o desejo que tem de ser o criador de suas próprias histórias.

asbonecasrussas_lespoupeesrusses3_thumb1
Bonecas Russas – 2005

Chegamos então até o Enigma Chinês, onde Xavier está em crise em seu casamento e já é pai de três filhos.

cinemascope-o-enigma-chines-2
O Enigma Chinês – 2014

 

A volta de Richard Linklater em Boyhood

 Diferentemente dos dois longas comentados anteriormente, Richard Lonklater agora volta com Boyhood – Da Infância à Juventude (2014), que chamou a atenção de críticos por ser uma única produção que levou doze anos para ser rodada. Para realizar o filme, o diretor reuniu o mesmo grupo de atores durante alguns dias por ano desde o início em 2002, até a finalização do trabalho em 2013.

O filme conta a história do personagem Mason interpretado pelo ator Ellar Coltrane.

srackor5
Boyhood – Da Infância à Juventude (2014)

Uns dizem que tempo é dinheiro, outros tratam o mesmo como remédio, e ainda falam que o próprio tempo é que cura. Minha dica é: não perca tempo e veja essas produções que levaram anos para serem feitas.

Conhece alguma outra? Deixe aqui nos comentários. 🙂

Até a próxima!