Crítica | Sexy Por Acidente

Amy Schumer é a protagonista de “Sexy Por Acidente”, divertida comédia sobre autoaceitação. Filme estreia dia 28 de junho em circuito nacional. (📷 Paris Filmes / Divulgação)

Em tempos de autoafirmação, busca pelo sucesso, e do cultivo da imagem perfeita, a indústria do cinema vem dando ênfase a um tema indiscutivelmente em alta nos últimos anos: a valorização da autoestima. O assunto se tornou queridinho dos estúdios, e está sempre presente em alguma produção aqui, outra acolá.

Se valendo deste discurso, chega aos cinemas brasileiros em 28 de junho o filme Sexy por Acidente, novo lançamento da Paris Filmes. Com direção da dupla Abby Kohn e Mark Silverstein (Idas e Vindas do Amor), o filme tem em seu elenco a comediante Amy Schumer (Viagem das Loucas), além de  Michelle Williams (Manchester à Beira-Mar) e Rory Scovel (A Casa Caiu : Um Cassino na Vizinhança).

Schumer interpreta Renee, uma mulher comum e cheia de medos e inseguranças que trabalha na divisão online de uma grande marca de cosméticos. Um dia, Renee sofre um acidente e passa a se enxergar de forma diferente (literalmente), o que a leva a assumir uma nova postura, totalmente autoconfiante.

A grande sacada do filme é Amy Schumer. Totalmente à vontade naquilo que sabe fazer de melhor (comédia), a atriz carrega o filme nas costas e provoca muitas risadas nas situações mais inusitadas. Michelle Williams   dá vida à estereotipada Avery Leclair, responsável pela marca, e Rory Scovel (A Casa Caiu: Um Cassino na Vizinhança) interpreta Ethan, o interesse romântico de Renee.

Sexy Por Acidente é um prato cheio para quem gosta de uma boa comédia e está a fim de dar boas risadas. A direção estável e a leveza do roteiro são alguns de seus pontos positivos. Além disso, algumas características servem para destacá-lo positivamente: a trilha sonora é bem construída através de músicas que passam toda a diversão que se vê na tela. Algumas referências oitentistas marcam presença, além de uma participação especial da modelo Naomi Campbell, que dá um tom glamouroso ao longa-metragem.

Talvez a maior cartada do filme seja exatamente o discurso de autoaceitação e a forma como ele é conduzido. Enxergando além das palhaçadas de Schumer na telona, o que se vê é uma mensagem estrategicamente implantada, e bem sucedida em sua intenção. Sexy Por Acidente mostra que é sim possível ser feliz sem toda a pressão e cobrança pela perfeição que a sociedade exige, e expõe o medo e insegurança presentes até mesmo naquelas pessoas que parecem “perfeitas”. E…quer saber? Tudo bem!

Certamente ao final da sessão, muitas pessoas sairão sentindo-se melhores consigo mesmas, além de carregar um involuntário sorriso no rosto, provocado por um filme que, muito além de uma comédia, é uma ode à aceitação.

Assista ao trailer:

Amy Schumer, Comédia, Crítica, Paris Filmes, Sexy Por Acidente


Adriano Rezende

Apaixonado por cinema e televisão. Espectador assíduo. Cinéfilo assumido.

  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
  • cineramaclube
"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

[email protected]

Desenvolvido e Hospedado por Vedrak